Estudos revelam que a prática manipulativa reduz mais a dor de pescoço de que o efeito dos medicamento.
Pesquisa revela que a vitamina D ajuda a combater a inflamação.
Um estudo realizado, revela que 60% destes profissionais entre outros, sofrem de dores musculares e articulares.
Um estudo feito pela Spirituc - Investigação Aplicada, revela que 72,4% da população portuguesa tem ou já sofreram dores nas costas.
Muitas mulheres não dispensam o uso dos sapatos altos, que as tornam mais elegantes, mais altas e melhoram a sua autoestima.
O uso de uma almofada inapropriada altera o devido alinhamento de toda a coluna vertebral.
27% das pessoas que usam computadores portáteis de duas a quatro horas por dia queixam-se de dores no pescoço.
A exposição a forças repetitivas, como vibração, posição anormal da mão e do pulso são diferentes causas de lesões.
Dores de cabeça de origem cervical, são responsáveis por 15 a 20% de todas as dores de cabeça.
1/9