​Dores nos pés. Evite-as

As dores nos pés normalmente são ocasionadas pela má distribuição da pressão na planta dos pés, por variações dinâmicas nas tarefas do quotidiano, além de traumas agudos ou repetitivos às estruturas dos pés.

 

Quando sadios, os pés garantem a sustentação e o deslocamento de nosso corpo, suportando cargas enormes durante a marcha, a corrida e o salto sem qualquer dor ou desconforto. A utilização normal de nossos pés prevê a repetição de milhares de passos por dia, além da habilidade de realizar tarefas sofisticadas e graciosas como as desenvolvidas no campo das artes e dos desportes. Mesmo sob essas condições de carga e trabalho, os pés são capazes de recuperarem-se rapidamente de pequenas lesões e abusos execessivos, retornando integralmente às suas funções originais.

 

Alguns dos tipos mais comuns de dor são resultado de disfunções que afetam as articulações dos pés.

 

CAUSAS MAIS COMUNS

  • Pronação excessiva – Problema biomecânico comum que ocorre quando o arco plantar de uma pessoa abate no momento que se tem o poio do peso corporal sobre o pé.

  • Pé chato - Uma anormalidade com causa variada como a falta de alinhamento dos ossos dos pés. Pode enfraquecer músculos e tendões.

  • Fasciíte plantar – Dor leve ou sensibilidade na região plantar dos pés próximo do arco plantar e do calcanhar.

  • Metatarsalgias – Condição dolorosa do pé na região dos metatarsos.

  • Calosidades – Acumulação de tecidos inoperantes da pele que se endurecem e acumulam sobre uma área do pé.

  • Tendinite de Aquiles – Inflamação e degeneração do tendão de Aquiles.

  • Hálux Valgus mais conhecido por joanetes – É um desvio do grande dedo em valgo, para lateral, em direção aos outros dedos, projetando-se para o interior do pé e pode estar associado ou não a uma inflamação da bursa localizada na porção lateral do 1º dedo.

  • Neuroma de Morton – Transtorno comum do pé associado com a dor, o inchaço e/ou uma inflamação de um nervo, geralmente entre 3º e 4º dedos do pé, com perda da sensibilidade e/ou formigueiro estendendo-se por esses dedos.

  • Dores no Joelho - A dor anterior do joelho pode ser o resultado de alterações mecânicas do pé. É bastante comum nos jovens que vêm aumentando as suas atividades desportivas.

  • Periostíte tibial - inflamação do periósteo, uma membrana densa composta por tecido conjuntivo fibroso que envolve a superfície do osso da tíbia.

  • Bursite retrocalcânea - Dor na parte posterior do calcanhar.Síndrome do túnel do tarso – Compressão do nervo tibial posterior no retináculo dos flexores (posterior e inferior ao maléolo medial.

  • Dismetria de membros inferiores – Membro mais curto do que o outro.

 

OUTRAS CAUSAS COMUNS, incluem:

  • Osteoartrites e Artrite Reumatóide

  • Pé Diabético

  • Neuro-Artropatia de Charcot

  • Má circulação

  • Excesso de peso

  • Calçado inapropriado: (Saltos altos e ténis inadequados à prática desportiva)

  • Envelhecimento e o sobrepeso também aumentam as probalidades de aparecimento de lesões no pé.

 

MEDIDAS PREVENTIVAS

  • Alongar os músculos ao final do dia (sobretudo para quem usa excessivamente saltos alto

  • Usar ténis apropriados à prática desportiva

  • Usar calçado confortável (sobretudo para os diabéticos)

  • Massageia os pés, calcanhares e os músculos da região posterior das pernas, pois estimula a circulação sanguínea e promove a oxigenação dos tecidos.

 

1/9