Osteoporose

Osso normal

Osso com osteoporose

A osteoporose é uma doença óssea caraterizada por uma diminuição da massa óssea e da densidade e que leva a um aumento do risco de fratura. Como os ossos tornam-se mais porosos e frágeis, o risco de fratura é consideravelmente aumentado.

 

A perda de massa óssea ocorre silenciosamente e progressivamente. A forma mais comum da osteoporose em mulheres é após a menopausa embora surge igualmente mas de forma menos acentuada após os 75 anos de idade - chamada de osteoporose senil. A prevalência é maior nas mulheres atingindo cerca de 80%. Um em cada três mulheres e um em cada 12 homens com idade superior a 50 em todo o mundo estima-se que tem risco de fratura osteoporose.

 

SINTOMATOLGIA

Sintomas próprios da osteoporose não existe, a sua principal consequência é o aumento do risco de fratura ósseas. As fraturas mais comuns:

  • Fratura da bacia

  • Fratura vertebral

  • Fratura do pulso

  • Fratura das costelas

 

FATORES DE RISCO

  • Sexo feminino - Perda brusca de estrogénios após menopausa

  • Idade – Envelhecimento

  • Estatura – Pequena estatura é associado com o desenvolvimento da osteoporose.

  • Hereditariedade

 

FATORES POTENCIALMENTE MODIFICÁVEIS

  • Alimentação, álcool e cafeína

  • Tabagismo

  • Sedentarismo

  • Doenças endócrinas, gastrointestinais, renais,…

  • Medicamentos (corticoides, anticonvulsivantes, entre outros

 

DIAGNÓSTICO

  • Raios-X

  • Densitometria Óssea – Exame de diagnóstico que mede a densidade mineral óssea (BMD)

 

PREVENÇÃO

O risco de fratura pode ser reduzido com mudanças de estilo de vida que inclui:

  • Dieta equilibrada mas enriquecida em cálcio e vitamina D

  • Prática regular do exercício físico.

 

TRATAMENTO

Embora atualmente não exista um tratamento disponível para reverter o quadro da osteoporose, muitas coisas podem ser feitas para ministrar ou desacelerar perdas ósseas futuras e para aliviar sintomas que causam dor.

 

Tratamento por via da Osteopatia

Tratamento dos sintomas de uma doença por meio de técnicas de mobilidade articular é muito importante para a gestão da osteoporose, sendo utilizada para aliviar a dor e para melhorar a flexibilidade e mobilidade das articulações. Em pacientes com fratura da coluna, os músculos que circundam a coluna frequentemente entram em espasmo como resultado da dor, e assim aumentam ainda mais a dor. O alívio deste tipo de espasmo muscular pode ser reduzido por um osteopata, recorrendo a tratamentos suaves permitindo um relaxamento dos músculos afetados, sendo portanto uma grande ajuda no alívio da dor.

  

 

 

1/9